Categoria: ,

Agrolegal – A nova Coluna do Portal Jurídico Magis

aerial-view-small-village-country-roadside

Com a criação do Portal Jurídico Magis pela AGEJ – Associação Guimarães de Estudos Jurídicos, o portal está consolidando um time de colunistas que se prestam a analisar praticamente todo o espectro do Direito por meio de algumas das temáticas mais atuais do Direito Contemporâneo. O jurista, Gabriel Fernandes Khayat, passa assinar uma coluna mensal denominada “Agrolegal” no Portal Jurídico Magis.

O jurista que passa a assinar a coluna “Agrolegal” é Mestre e Bacharel em Direito na Faculdade de Direito de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FDRP-USP). Monitor do Curso de Especialização “Ética Empresarial: estruturas societárias, contratos e compliance”, coordenado pelos Professores Gustavo Saad Diniz e Eduardo Saad-Diniz. Foi monitor das disciplinas “Direito Comercial I – Teoria Geral e Direito Individual” e “Direito Comercial II – Sociedade por Ações” ministradas pelos Professores Gustavo Saad Diniz e Emanuelle Urbano Maffioletti, e “Direito Agrário I” e “Direito Agrário II” ministradas pelas Professoras Flávia Trentini e Cláudia Berbert Campos. Foi Diretor Presidente (2014-2015) e Conselheiro Consultivo (2015-2016) da Jurisconsultus – Empresa Júnior dos Alunos da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (FDRP-USP). 

O jurista destaca que:

“O direito agrário ainda é visto sob o viés puramente civilista e fundiário, desconectado das relações comerciais que se estabelecem em toda a cadeia do agronegócio. Aliás, o agronegócio também é tomado como um termo restrito às grandes empresas, quando, na verdade, significa a compreensão da relação e integração entre as etapas produtivas, independentemente do tamanho da operação. Nessa coluna, pretende-se apresentar os temas atuais no âmbito do direito agrário, a partir da visão empresarial que emoldura a matéria”.

A criação da coluna “Agrolegal” é um reflexo dos novos tempos, nos quais faz-se necessário (re)pensar o direito para além do mero estado da arte, realizando críticas e prospecções de modo a aventar novos rumos, interlocuções e correntes de pensamento que privilegiem, sobretudo, os direitos fundamentais da pessoa humana.

____________________

Equipe Magis

Compartilhe nas Redes Sociais
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Continue Lendo
Anúncio